Viver Sem Vergonha
Dicas práticas sobre renegociação de dívidas

5 Dicas para você não falhar com renegociação de dívidas

Sanar as dívidas nem sempre é um problema simples de resolver, é importante ter determinação, paciência e principalmente estratégia. Neste artigo você pode conferir dicas simples e práticas para você não falhar com a renegociação de dívidas.

Em horas de dificuldade muitas pessoas perdem a razão e passam a agir pela emoção. Ao verem a dívida crescer cada vez mais acabam tomando decisões precipitadas e tornam a situação cada vez mais difícil.

Nestas horas o melhor é manter a calma e se esforçar para não tomar nenhuma decisão no calor do momento. É perigoso você aumentar seu endividamento com decisões ruins.

Outro grande problema é que a maioria das pessoas endividadas não possuem nenhum tipo de educação financeira. Isso agrava ainda mais o problema, pois desconhecem o funcionamento das taxas de juros e como uma dívida pode se desenvolver com a influência dos juros compostos.

Veja em mais detalhes dicas importantes para você ter tranquilidade e tomar decisões mais assertivas ao lidar com situações de renegociação de dicas.

5 Dicas para você aprender a renegociar suas dívidas:

1 – Invista em sua educação financeira para entender sua situação:

Dicas práticas sobre renegociação de dívidasA primeira dica é especial, pois não servirá apenas para este momento difícil e sim para toda sua vida.

A dica é investir em sua educação financeira. É aprender sobre finanças e como funciona empréstimos, financiamentos, parcelamento de compras, cartões de crédito, cheque especial, juros compostos e tantos outros detalhes importantes.

Também é fundamental que você aprenda sobre o planejamento financeiro pessoal e familiar. Você vai perceber que ter o controle de suas finanças é fundamental para você sair das dívidas e ainda conquistar seus futuros objetivos após este momento de dificuldade.

Aqui no blog você pode encontrar alguns artigos importantes para seu recomeço, como os indicados a seguir:

Você pode encontrar conteúdo de qualidade em muitos sites na internet. Sem gastar nenhum centavo você tem condições de aprender muita coisa por meio de blogs, canais no YouTube e livros digitais.

2 – Não se esconda dos seus credores e assuma sua responsabilidade:

A segunda dica para não ter problemas com a renegociação de dívidas é não fugir de suas responsabilidades e não se esconder de seus credores.

Este é um erro muito cometido por pessoas endividadas e acabam dificultando ainda mais a resolução o problema. Com este tipo de atitude você passa de endividado para enrolado.

A dívida é uma situação que pode acontecer na vida de qualquer pessoa, mas é importante ter uma postura honesta. É fundamental que você encare esta situação de frente e mesmo que você se envergonhe de suas dívidas o melhor é enfrentar a situação de frente.

Outro ponto importante é assumir a responsabilidade. Muitas pessoas culpam os outros, a situação do país ou os familiares pelas dívidas contraídas. Isso é um grande problema, pois você não terá condições de mudar suas atitudes enquanto você não assumir a responsabilidade que é sua.

3 – Antes de fazer compromissos avalie o que você realmente pode pagar:

Antes de começar qualquer processo de renegociação de dívidas é importante você ter consciência dos compromissos que você pode assumir.

Durante a renegociação você será convidado a assumir compromissos e a partir deste momento você deverá honrar os compromissos assumidos. Para que isto dê certo é necessário que você assuma somente os compromissos que você tem condições de cumprir.

Por exemplo, caso você tenha uma dívida de 20 mil reais você poderá ser convidado a parcela-la em 10 vezes de 2 mil reais. Antes de aceitar você deve ter certeza que tem condições de retirar do seu orçamento 2 mil reais para pagar sua dívida todo mês.

Para saber se isso é possível é necessário ter um bom planejamento financeiro. Onde você tem todas suas receitas e despesas listadas, assim você vai perceber se você tem condições de assumir uma parcela deste valor.

Uma dica importante é saber sua disponibilidade financeira para pagamento da dívida antes de iniciar as tratativas para renegociar suas dívidas. Assim, você pode propor um valor que seja de seu interesse.

4 – Esteja atento a todas as condições impostas na negociação:

A quarta dica para ter sucesso com sua renegociação de dívidas é estar consciente de todas as condições que estão sendo propostas durante a negociação.

Isso só é possível caso você tenha o mínimo de conhecimento financeiro. Ou seja, para colocar esta dívida em prática é necessário ter implementado a primeira dica, que é sobre investir em uma boa educação financeira para você.

É importante você estar atento a pontos importantes como a taxa de juros, valor das parcelas, número de parcelas, prazo de duração, possibilidade de retirada de juros com pagamento antecipado de parcelas, possíveis multas ao atrasar parcelas, e as garantias exigidas pelo seu credor.

Tome cuidado para não assumir compromissos com condições piores do que as condições que você já tinha. Com uma boa negociação você pode conseguir melhorar sua situação e uma dívida possível de ser paga.

Lembre-se que a pessoa mais interessada, além de você, é o seu credor. Ele quer e precisa receber o que você deve, então ele não criará dificuldades em uma negociação justa para ambas as partes.

5 – Mude seus hábitos de consumo e dedique-se para pagar suas dívidas:

A quinta dica é muito simples e já deveria estar implícita na vida de todas as pessoas endividadas. Mas, infelizmente a maioria fecha os olhos para esta parte fundamental para acabar com as dívidas.

As dívidas surgem de hábitos ruins de consumo. Na maioria das vezes não é falta de dinheiro, mas o mal uso do dinheiro que tem e que não tem.

Então é fundamental que você mude a sua vida, que você tenha hábitos melhores ao se relacionar com o dinheiro. Não vai adiantar uma boa renegociação de dívidas se você continuar criando mais dívidas para você.

Você está em um momento que é necessário reduzir as despesas, aumentar as receitas e destinar uma boa parcela de seu dinheiro para sanar todas as suas dívidas. Isso exigirá de você muita dedicação e perseverança.

Sem trabalhar mais e gastar menos é impossível acabar com as dívidas. Por isso, antes de começar a negociar suas dívidas mude seus hábitos, só assim você terá sucesso nesta empreitada.

Últimas palavras sobre a renegociação de dívidas

Na maioria dos casos é possível contornar a situação e sanar todas as dívidas. Mas, como falado no início do artigo é importante ter determinação, paciência e estratégia.

A educação financeira e a mudança de hábitos de consumo são os dois pilares fundamentais na sua recuperação. É possível sair das dívidas e ter uma vida equilibrada, mas depende muito de você.

Compartilhe este artigo com seus amigos que também querem aprender mais sobre como se livrar das dívidas.