Viver Sem Vergonha
brotoeja-em-bebê

Brotoeja em bebê: causas e como evitar

Algumas mamães ficam bastante preocupadas quando percebem que a pele do filhote está marcada por erupções vermelhas. Saiba que essas erupções são comuns em crianças muito novas, é a famosa brotoeja em bebê, ou miliária, como dizem os médicos.

Mas o que causa esse problema na pele do bebê? Como evitá-lo? Você vai encontrar dicas importantes neste artigo e aprender como lidar com esta situação. Afinal, nada pior do que ficar preocupado com o filho e não saber o que fazer.

O que causa a brotoeja em bebê

A brotoeja em bebê é uma reação da pele em reposta ao calor excessivo. Mas é importante esclarecer que essa reação aparece não apenas em resposta ao calor do ambiente, a brotoeja pode aparecer também quando o bebê sofre uma febre muito alta, ou quando é excessivamente agasalhado, principalmente quando esses agasalhos são feitos de tecidos sintéticos.

brotoeja em bebêAs brotoejas em bebê aparecem principalmente nas dobrinhas da pele, porém, podem surgir também no tronco, e isso acontece por causa da pouca maturidade das glândulas sudoríparas do pequeno, que costumam “entupir” muito facilmente quando produzem suor.

As brotoejas podem aparecer como bolhinhas transparentes, isso quando as glândulas sudoríparas entopem de maneira mais superficial.

Mas se elas entupirem de forma mais profunda, as bolhas podem inflamar rapidamente e ficar bem vermelhas.

Nesse último caso, o bebê não sofre dor, mas as regiões afetadas podem coçar bastante, e isso causa incomodo no pequeno.

Como evitar a brotoeja em bebê

Apesar da brotoeja ser comum em crianças muito novas, principalmente por causa da imaturidade das glândulas sudoríparas, alguns cuidados simples podem evitá-las. Veja abaixo algumas dicas para ajudar você a proteger o seu filhote.

manual da papinha

1 – É importante manter a pele do bebê bem sequinha e limpinha. Toda vez que ele molhar as fraldas, troque o mais rápido possível, este cuidado é essencial para evitar inúmeros incômodos para seu bebê.

2 – Se utilizar fraldas de tecido, é importante lavá-las com um sabão bem suave, e mesmo assim é preciso enxaguar bem, e não use amaciantes.

3 – Sempre que possível, ao dar banho no bebê, deixe a pele dele secar sozinha. O contato direto com panos sintéticos podem agravar ainda mais a situação.

4 – Se o bebê está suando, quer dizer que ele está com calor. Nesse caso, afrouxe ou tire as roupinhas dele, e leve o seu filho para um lugar arejado e à sombra. Se ele já estiver com brotoejas, utilize paninhos molhados para resfriar as áreas afetadas.

5 – Se o seu filhote estiver com brotoejas, você pode banhá-lo numa água bem fresquinha com um pouco mais de maisena. Cuidado com talcos, pois eles têm partículas muito finas, e o bebê pode inalá-las por acidente. Essas partículas podem acabar ficando presas no pulmão do pequeno e provocar problemas. A maisena (ou os produtos à base de maisena) é mais indicada, isso porque o amido de milho possui partículas maiores, contudo, é importante nunca passar pó perto do rostinho do bebê.

6 – Não passe cremes na pele do bebê sem orientação médica.

7 – Evite colocar calças plásticas no bebê, e não limpe o pequeno com lenços que contenham substâncias irritantes, como o álcool, por exemplo.

8 – Prefira vestir o seu filho com roupas produzidas com fibras naturais, como o algodão. Roupas feitas com fibras sintéticas podem ser mais quentes e dificultar a transpiração.

9 – Evite dar banhos muitos quentes e longos no seu bebê, evite também banhos com muita espuma.

10 – Cuidado com alguns sabonetes, pois eles podem ressecar a pele do pequenino, o melhor é buscar uma indicação com o pediatra do seu bebê e escolher um sabonete que não irá irritar a pele do seu filho.

11 – Mantenha o seu bebê sempre muito bem hidratado.

Quando é preciso levar o bebê ao médico

A brotoeja em bebê é algo bastante comum e normalmente não traz nenhum prejuízo à saúde da criança, desde que sejam tomados os cuidados básicos.

Contudo, com a saúde não se brinca. Você deve levar o bebê ao pediatra se aparecerem os seguintes sintomas:

1 – Febre alta ou outro sintoma estranho relacionado à brotoeja.

2 – Umidade excessiva da pele, regiões com vazamentos ou muito vermelhas (isso pode ser um sinal de infecção, portanto, é importante procurar orientação médica).

3 – Se aparecer uma brotoeja muito grande que ultrapasse a área da fralda.

4 – Se nas dobras da pele a brotoeja ficar bem pior que nas outras regiões.

5 – Se a brotoeja não melhorar após 03 dias de tratamento doméstico.

6 – Brotoejas com aspecto estranho, manchas na pele, descamações e descolorações na pele.

Finalizando

Estou certo de que com estas dicas você conseguirá lidar melhor com o problema das brotoejas em bebê. Prevenir é muito melhor que remediar, por isso, coloque em prática as dicas que você leu neste artigo. Por mais simples que muitas dicas pareçam ser, elas podem ser significativas para o conforto e saúde do seu bebê.

Aproveite para compartilhar este artigo com outras mães e pais que passam por este problema.

Recomendados Para Você: