Como sair das dívidas em 7 passos práticos

As dívidas são capazes de tirar o sono e o sossego de qualquer pessoa. O melhor é livrar-se delas o mais rápido possível. Neste artigo você vai aprender como sair das dívidas utilizando 7 passos simples e muito eficientes.

Antes de começar todo trabalho você precisar ter consciência de que as dívidas não irão desaparecer de um dia para o outro. Grande parte das pessoas ficam endividadas por situações ou mal hábitos de consumo que perduram durante anos. Logo, livrar-se das dívidas irá exigir tempo.

Além do tempo, é importante que você realmente se decida por deixar as dívidas para trás. Por incrível que pareça algumas pessoas não conseguem parar de se endividar, é quase um vício.

Deixar as dívidas para trás exigirá de você muita dedicação e disposição para mudar hábitos que você tenha carregado por toda vida.

Para começar, quero te conta um segredo. Grande parte das dívidas não surgem por falta de dinheiro, mas por má administração do dinheiro que tem. Logo, é bem possível que você receba dinheiro suficiente para sair das dívidas, isso não é uma ótima notícia?

7 Passos de como sair das dívidas

1 – Pare de se endividar hoje mesmo:

dicas de como sair das dívidas de forma simplesO primeiro passo para quem quer se livrar das dívidas é parar de se endividar. Para parar de se endividar é preciso parar de comprar, o que para muitos é uma tarefa difícil.

Você pode me dizer que é impossível parar de comprar, e é verdade. Você deve passar a comprar a partir de hoje somente o que é necessário. Interrompa hoje mesmo as compras do que é supérfluo e sem necessidade. Aprenda a comprar somente o que é imprescindível em sua vida.

Este já é um grande passo para quem não quer mais conviver com as dívidas, pois não vai adiantar pagar as dívidas do ano passado se você continuar a criar dívidas para o próximo ano.

Uma dica prática é eliminar o cartão de crédito e os cheques. O cartão de crédito não é ruim, é uma ferramenta muito útil. Mas, deve ser utilizado somente por quem tem muito controle na hora de comprar, ele é um dos responsáveis pela facilidade em criar dívidas.

2 – É hora de mudar seu padrão de vida:

O segundo passo de como sair das dívidas é mudar o padrão de vida. Isso quer dizer que é hora de você viver gastando menos do que gastava anteriormente.

Esse passo é decisivo para que você tenha dinheiro disponível para pagar suas dívidas. Além disso, é aqui que você aprende o que realmente é essencial e o que é supérfluo para você.

Muitas pessoas se endividam, pois, vivem uma vida que não é compatível com sua renda mensal. Ou seja, gastam muito mais do que podem.

Tente criar uma meta para a redução do seu padrão de vida. Por exemplo, se o seu custo de vida hoje é de 3 mil reais, tente reduzi-lo para 2 mil reais. A princípio você pode pensar que é impossível, mas quando olhar com mais clareza para suas contas você perceberá que não é.

Você precisará fazer sacrifícios, não só você, mas sua família também. Lembre-se do que realmente é importante para você e que uma família com problemas financeiros fica comprometida. É melhor então um sacrifício agora do que passar por momentos mais difíceis depois.

3 – Anote tudo que você gasta:

O passo seguinte é anotar tudo que você gasta. Isso é assunto sério para quem quer sair das dívidas. A partir do momento que você começar a fazer este tipo de anotação você via perceber para onde seu dinheiro está indo.

É muito comum ver pessoas que recebem seus salários, mas não sabem para onde todo o dinheiro está indo. No meio do mês já não tem dinheiro algum e não tem ideia do que fizeram do salário que receberam.

Comece a anotar então todos os seus gastos diariamente. Este é um hábito que você deve cultivar.

Assim que você tiver anotado os gastos do primeiro mês você terá condições de tomar atitudes que te auxiliarão a sair das dívidas. O primeiro benefício das anotações é saber o quanto você gasta por mês e o segundo benefício é ter informações para reduzir seu custo de vida.

Com todas as informações anotadas é hora de olhar para o papel e ver o que pode ser eliminado para reduzir seu custo de vida. Procure pelo que é supérfluo e não tenha medo de fazer os sacrifícios necessários. Você poderá se surpreender com a quantia de dinheiro que você gasta com cafezinhos, jantares fora de casa, cinema, passeios, gasolina, e tantas outras coisas que podem ser reduzidas.

Este passo parece muito simples, mas é fundamental para quem quer aprender como sair das dívidas.

4 – Faça uma lista com todas as suas dívidas:

O quarto passo de como sair das dívidas é fazer uma lista com todas as suas contas.

Quando falo todas as contas é realmente todas as contas. Não queira sair parcialmente das dívidas, é hora de pagar tudo e não deixar passar nenhum resquício de uma vida endividada.

Não e esqueça do dinheiro emprestado com parentes, vizinhos e até mesmo aquela conta de 30 reais esquecida na mercearia. É comum encontrar pessoas que possuem centenas de pequenas dívidas que poderiam ser pagas rapidamente.

Quando fizer a lista é importante anotar todos os dados necessários, como o nome do credor, data de vencimento, valor da dívida, taxas de juros e multas sobre as faturas vencidas.

Uma dica importante é colocar as suas dívidas em ordem crescente, da mais barata para a mais cara. Mas, não se esqueça de colocar todas as informações de cada dívida.

Este processo pode ser dolorido para muitas pessoas, mas é necessário. Tenha muita honestidade com você mesmo e não deixe de lado nenhuma das dívidas que você tem.

5 – Crie estratégias para pagar suas dívidas:

Para pagar as dívidas listadas no passo quatro com eficiência é preciso muito mais do que boa vontade e dinheiro, é necessária uma estratégia para que você não se perca no caminho nem aumente sua dívida.

O primeiro passo é renegociar suas dívidas maiores. Você sabe que não conseguirá pagar tudo de uma vez, e em muitos casos os juros passam a ser impossíveis de serem pagos. Então é hora de lutar por uma renegociação, deixe claro sua vontade em pagar sua dívida, mas mostre que você não tem condições de pagar tudo de uma vez.

Você deve então começar a pagar as dívidas com maior taxa de juros, pois estas taxas podem aumentar consideravelmente sua dívida final. Os grandes vilões neste caso são os cartões de crédito, os cheques especiais e os empréstimos pessoais.

Lembre-se também que você fez uma lista em ordem crescente de valor. Então utilize isso a seu favor, comece a pagar as contas pequenas. Elas te motivarão ainda mais a continuar pagando todas as suas dívidas.

Quando pagar determinada dívida pegue sua lista e risque ela de sua lista. Faça isto com todas as suas dívidas. Isso irá fortalecer ainda mais sua decisão de pagar as dívidas, em poucos meses você verá o quanto está progredindo.

6 – Comece a fazer um planejamento financeiro familiar:

Como falado anteriormente, grande parte das dívidas não são resultado da falta de dinheiro e sim do descontrole financeiro que muitas pessoas possuem.

Para que você não passe mais por este tipo de problema é importante que você comece a fazer um planejamento financeiro familiar, este é o sexto passo de como sair das dívidas. Com isso você não se endividará mais.

O planejamento financeiro também é uma ótima opção para fortalecer bons hábitos de consumo. Para começar seu planejamento é necessário anotar tudo que você gasta todos os dias (você já estará fazendo isso) e planejar o pagamento de suas contas.

Planejar o pagamento das contas é fundamental para que você não precise pagar mais multas e juros. Para isso, você precisa anotar tudo que você pagará no mês e preparar de antemão a quantia financeira para quitar estas despesas. Assim, você utilizará com maior sabedoria o dinheiro que você ganha.

7 – Fortaleça bons hábitos financeiros:

O sétimo passo de como sair das dívidas é essencial. É hora de você aproveitar este momento e dar uma mudança geral na sua relação com o dinheiro. O dinheiro não é ruim, é algo muito bom quando utilizado com sabedoria e de maneira correta.

Para ter sucesso com o dinheiro é necessário então fortalecer bons hábitos de consumo. Veja alguns hábitos a seguir:

  • Compre somente o que é necessário;
  • Compre somente o que puder pagar;
  • Elimine todo tipo de desperdício (como desperdício de comida ou o desperdício de água e energia em banhos longos);
  • Pague todas as contas em dia e não pague mais juros e multas;
  • Nunca pague a fatura mínima de um cartão de crédito;
  • Não acredite em empréstimos e financiamentos muito fáceis;
  • Anote diariamente todas as suas despesas;
  • Faça uma poupança para momentos de dificuldade financeira;
  • Faça um planejamento financeiro para gastar seu dinheiro.

Com estes bons hábitos financeiros você deixa de ser escravo do dinheiro e passa a utilizá-lo como uma boa ferramenta para sua vida.

Finalizando

Tenho certeza que se você colocar estes 7 passos de como sair das dívidas em prática você terá sucesso em sua mudança de vida. Não se apegue às dívidas, mude seus hábitos financeiros e tenha tranquilidade de novo.

Para você não esquecer, leia mais uma vez os 7 passos:

  • Pare de se endividar hoje mesmo;
  • É hora de mudar seu padrão de vida;
  • Anote tudo que você gasta;
  • Faça uma lista com todas as suas dívidas;
  • Crie estratégias para pagar suas dívidas;
  • Comece a fazer um planejamento financeiro familiar;
  • Fortaleça bons hábitos financeiros.

Ainda ficou com alguma dúvida ou quer colaborar com alguma experiência, então deixe um comentário.

Compartilhe este artigo com seus amigos e ajude outras pessoas a conseguir sair das dívidas.

Recomendados Para Você: