Como tratar as estrias: 3 formas infalíveis

As estrias afetam a maioria das mulheres, e por questões estéticas, elas provocam muitas inquietações. Apesar de ser muito comum é algo que constrange muitas mulheres. Neste artigo você aprenderá como tratar as estrias.

Mas o que são estrias?

Trata-se de um rompimento das fibras elásticas da pele, assim, forma-se uma lesão na região afetada, ocasionando uma perda da coloração natural da pele.

O que fazer para tratar as estrias?

Pode-se iniciar buscando identificar o que ocasionou as estrias, em seguida, unir a alimentação balanceada, tratamentos profissionais e hidratação externa.

Entre as suas causas estão os fatores genéticos, por haver uma deficiência na formação da elastina, de colágeno e fibronectina naqueles que têm estrias.

como tratar as estriasOutros fatores relevantes são as condições que envolvem o aumento ou perda repentina de massa muscular, em que provoca um estiramento dos músculos, tais como: musculação, gravidez, adolescência e obesidade.

E também o uso de corticoides, medicamentos anti-inflamatórios que possuem uma grande influência sob a elasticidade da pele.

Um tratamento para cada estágio

Ao contrário do que se imagina, não existem variados tipos de estrias, apenas estágios de desenvolvimento distintos. Como exemplo:

As estrias de cores avermelhadas ou arroxeadas, aspecto decorrente do rompimento dos vasos sanguíneos, essas estão nos estágios iniciais. No entanto, nessa etapa há uma reposta bem positiva em relação ao tratamento das estrias, pois ainda existe uma grande circulação sanguínea na região afetada.

As estrias de cores branca ou acinzentada são mais antigas, e já não há presença de melanina no local que ocorreram as lesões, portanto, elas provocam uma espécie de depressão na região afetada, de modo a causar uma diminuição na espessura da pele. Nesses casos, o tratamento da estria é mais intenso com o objetivo de melhorar o aspecto da pele.

As estrias têm maior concentração nas regiões dos seios, abdômen, coxas, face lateral dos quadris e glúteos. Ou seja, em locais onde existe uma tendência a aumentar as dimensões do corpo, devido ao ganho de peso, ganho de musculatura, gravidez ou fatores naturais.

Como tratar as estrias

Se você deseja saber como tratar as estrias, saiba que existem excelentes recursos profissionais que podem reduzir significativamente as estrias.

O tratamento das estrias pode ser reforçado por você diariamente, em casa, com muita hidratação da pele de forma interna e externa, com cremes e óleos e ingerindo muita água e alimentos que favoreçam a produção de colágeno e aumente a elasticidade da pele, como os alimentos ricos em vitaminas, A, C, E, B5 e Selênio, Prolina, Lisina, Glicina, Cobre, Zinco e Manganês, entre outros.

No caso dos tratamentos profissionais, temos:

  • O mais utilizado para o tratamento de estrias o ácido retinoico, substância derivada da vitamina A que com receita médica pode ser usado durante o tratamento todas as noites. E como todo tratamento com ácido, deve-se evitar a exposição ao sol no período de tratamento.
  • Ácido glicólico utilizado para uma esfoliação profunda da pele, age como clareador e estimulante de colágeno da derme.
  • Peeling – são ministradas aplicações de ácidos em quantidade mais concentrada nas regiões afetadas, com o objetivo de estimular a produção de colágeno. Depois de 6 a 8 horas da aplicação, o produto deve ser retirado no banho.
  • Peeling diamante ou Dermoabrasão – tratamento para estrias que promove pequenas esfoliações com o uso de ponteiras de diamantes, objetiva a regeneração dos tecidos afetados. Indicada para estrias brancas.
  • Luz pulsada – tratamento indicado para estrias mais recentes (avermelhadas), a luz emitida é direcionada para a região afetada e provoca um aquecimento na mesma. Esse recurso também pretende estimular a produção de colágeno na região comprometida pelas estrias.
  • Laser – esse recurso é indicado para as estrias recentes e as antigas, emite disparos de lazer sobre as áreas envolvidas pelas estrias. Existem contraindicações para pessoas que possuem sensibilidade cutânea e problemas de circulação.

Portanto, deve-se ficar atento as indicações profissionais de cuidados durante e após o tratamento, evitar práticas físicas e exposição ao sol nesse período, seguir tudo conforme forem as orientações médicas.

Outras coisas que podem contribuir para melhores resultados:

  • Ingerir muita água, no mínimo de 8 a 10 copos diariamente.
  • Investir em uma alimentação que contribua para a nutrição da pele. Através de nutrientes que contém colágeno, que se transformam em aminoácidos/proteínas, é possível combater a flacidez provocada pela ausência de colágeno decorrente da idade.
  • Utilizar cremes que contém em suas fórmulas componentes que contribuem para hidratação e regeneração da pele, como cremes hidratantes e óleos a base de ureia, óleo de amêndoa, de sementes de uva, entre outros.

Finalizando

Portanto, para tratar as estrias de forma eficaz, faz-se necessário o uso desses três componentes: uma alimentação balanceada com ingestão de muita água, os recursos profissionais e a hidratação externa através de cremes e óleos. Isso, juntamente com um pouco de disciplina, é possível alcançar um excelente resultado no tratamento das estrias.

Agora é hora de colocar a mão na massa, como pode ver parte do tratamento depende apenas do seu estilo de vida. é hora de mudar a alimentação, beber muito líquido e escolher um bom hidratante para sua pele. Mesmo que você ainda não tenha estrias, fazer a opção por um estilo de vida saudável irá ajudar você a minimizar o surgimento de estrias ao longo dos anos.

Recomendados Para Você: