Quais são as principais funções do cuidador de idosos

A profissão de cuidador de idosos cresce a cada ano no Brasil e continuará crescendo por muitos anos. Entretanto, algumas dúvidas permeiam a relação entre o cuidador de idosos e o contratante dos serviços. Este artigo tenta esclarecer quais as principais funções do cuidador de idosos e eliminar as dúvidas que existem a respeito desta profissão.

O mercado de profissionais que cuidam de idosos cresce à medida que a população envelhece. Este serviço é cada vez mais necessário devido a diversos aspectos, mas podemos salientar alguns aspectos principais.

O primeiro dele é que a expectativa de vida do brasileiro cresceu. Então, a cada ano que passa a população de idosos no Brasil cresce. Isso é reflexo da melhoria das condições de vida no Brasil, como boa alimentação, saneamento básico e o desenvolvimento da área da saúde.

Outro ponto importante é que as famílias brasileiras diminuíram de tamanho. Quando os pais tinham muitos filhos eles poderiam contar com o auxílio de alguns filhos que tinham mais disponibilidade de estar com eles.

Agora, com famílias cada vez menores e com os filhos dedicando cada vez mais tempo ao trabalho isso é quase impossível.

Principais funções do cuidador de idosos:

1 – Cuidados com a higiene pessoal do idoso:

principais funções do cuidador de idososUma função clara é o cuidado com a higiene pessoal do idoso. Este cuidado é fundamental e colabora no bem-estar da pessoa que está sendo cuidada.

Os cuidados com a higiene pessoal são, por exemplo:

  • Auxílio em banhos;
  • Troca de fraldas;
  • Auxílio ao escovar os dentes;
  • Limpeza das mãos;
  • Cortar as unhas;
  • Auxílio no cuidado com o cabelo.

Ou seja, o cuidador deve estar atento aos cuidados que o idoso precisa. Alguns idosos são mais dependentes que os outros, conforme a situação que estejam vivendo, isso faz com que a higiene pessoal dependa ainda mais do cuidador de idosos.

Vale enfatizar que idosos em boas condições de saúde devem ser estimulados pelo cuidador de idosos a realizarem uma boa higiene pessoal. O auxílio direto deve acontecer caso o idoso não tenha condições de executar as tarefas por si só.

2 – Colaborar no cuidado da saúde do idoso:

Outra função importante é colaborar no cuidado da saúde do idoso. É possível dizer que esta é uma das principais funções do cuidador de idosos.

Este cuidado com a saúde contempla ministrar os remédios nas doses e horários corretos, colaborar para que o idoso faça os exercícios exigidos pela fisioterapia, cuidar para que não falte medicamento ou materiais para possíveis curativos.

O cuidador de idosos também deve estar atento às características que a pessoa que está em seus cuidados apresenta durante o dia.

Por exemplo, se ele está manifestando algum tipo de sintoma, se está respondendo bem aos medicamentos ministrados, se o idoso se queixa de algum incomodo ou dor, e tantos outros detalhes que só quem convive diariamente com a pessoa pode perceber.

Alguns idosos podem exigir cuidados mais específicos em relação à saúde. Neste caso o ideal é contratar um profissional que tenha as qualificações necessárias para o que a função exige. Muitos cuidadores também possuem formação de enfermeiros, por exemplo, isso é um ponto positivo caso seja necessário fazer curativos ou aplicar injeções.

Também faz parte desta responsabilidade acompanhar a pessoa idosa em consultas médicas, exames e procedimentos relacionados à saúde.

3 – Ser uma companhia agradável ao idoso:

Também é função do cuidador de idosos ser uma companhia agradável ao idoso. Isso é fundamental para que o idoso tenha dias agradáveis e possa desfrutar de tranquilidade e sossego nesta etapa da vida.

O cuidador de idosos deve colaborar para que a pessoa tenha atividades prazerosas durante o dia, como caminhadas, leitura de livros, boas conversas, um bom banho de sol, jogos manuais da preferência do idoso e tantas outras opções.

Ter momentos agradáveis é fundamental para que o idoso confie no cuidador e colabore na hora de tomar seus remédios e cumprir qualquer outro procedimento de saúde e higiene pessoal.

É claro que ser uma boa companhia não é fazer todas as vontades do idoso e sim colaborar para que ele tenha um dia agradável e cumpra também os deveres que a idade exigem.

Vale destacar que o cuidador deve zelar para que o idoso esteja confortável, com os medicamentos em dia, com boa alimentação, mas também é importante que o cuidador o estimule a conversar, a fazer atividades físicas para sua idade, ou seja, é importante estimular o idoso para que viva bem o seu dia.

4 – Auxiliar o idoso em suas atividades domésticas:

Um ponto que causa muita confusão sobre as funções do cuidador de idosos é o auxílio às atividades domésticas.

O cuidador de idosos deve sim auxiliar o idoso em suas atividades cotidianas. Como por exemplo, manter suas coisas bem organizadas, garantir que o ambiente que o idoso fique esteja limpo, auxiliá-lo no preparo e consumo das refeições, auxiliar a escolher as roupas que serão usadas e a se vestir, entre tantas outras tarefas cotidianas.

Estas atividades devem estar claras na hora em que é feita a contratação de um cuidador de idosos. O cuidador irá cuidar do idosos e das coisas que estão relacionadas ao idoso.

Isso é diferente de cuidar de toda a casa. Muitas pessoas contratam um cuidador de idosos com a expectativa de contratar um faz tudo para a casa, um faxineiro, um cozinheiro, um jardineiro, mas não é para isso que o cuidador é contratado.

Quanto mais o idoso foi dependente do cuidador, menor será a disponibilidade do cuidador para fazer outras atividades relacionadas com a casa.

Por isso, no ato da contratação do cuidador de idosos os deveres de ambas as partes devem estar muito claros, para que não haja nenhum desconforto após o desenvolvimento dos serviços. Pois, o desenvolvimento de atividades relacionadas com a casa pode variar conforme cada negociação realizada.

Finalizando

Como pode ver, as funções do cuidador de idosos são inúmeras. Elas podem variar conforme a dependência do idoso e a negociação entre as partes relacionadas no serviço.

Vale salientar que o cuidador de idosos não supri a necessidade do relacionamento com os filhos e familiares. Por isso, ele deve ser visto como um profissional de apoio e não como um substituo para a ausência dos familiares.

Nesta fase da vida é importante se sentir cuidador e amado e a família é essencial para isso.

Compartilhe este artigo com seus amigos que também querem aprender mais sobre as verdadeiras funções do cuidador de idosos.

Recomendados Para Você: